Moinhos de martelo e seus pontos críticos:

Telas do moinho

Rotação do moinho

Desgaste de martelos

Carga do motor do moinho

Sistema de ar

 Sobre: Telas do Moinho

Desgaste e vida útil: dependem muito das matérias primas, mas também do abastecimento da máquina.

Telas novas têm bordas afiadas.

Telas gastas se tornam mais “macias” e perdem eficiência.

Inclua inspeções das telas em intervalos regulares.

Inverter as telas para maximizar a durabilidade.

Sobre: Seleção das Telas

As telas estão sendo selecionadas pela textura de moagem, eficiência do moinho ou ambos?

Escolha telas que atendam sua especificação de textura de moagem, mas maximize o % de área aberta para melhorar a produtividade.

Considere vários tamanhos de tela.  Isso pode ser mais complexo com partidas auto-reversíveis.

As mesmas diferenças são encontradas com telas com furos menores.

Considere a textura do moído, % de área aberta, e espessura da tela.

Ao comprar telas, compare a área aberta (numero de furos por área) entre os fornecedores!

Verifique o arranjo da furação do fornecedor. Os furos são alinhados ou deslocados?

Furos deslocados oferecem um aumento de 10 a 30% na produtividade com moagem mais uniforme.

Compare a espessura da tela.

Telas mais finas geralmente custam menos e produzem um aumento na produtividade, pois não se tem que “empurrar” o produto através do metal.

Sobre: Rotação dos Martelos 

Verifique a rotação — reversão Automática ou Manual.

Inverter a rotação pode praticamente dobrar a vida útil dos martelos e tela por provocar um desgaste por igual neles.

Se for Automático, certifique-se de que esteja funcionando.

Se for Manual, certifique-se de que está sendo feito.

Sobre: Desgaste dos Martelos

Inspecione os Martelos regularmente.

Treine o pessoal em o quê observar.

Desgaste excessivo pode aumentar a distância entre o martelo e a tela, permitindo que uma camada de material permaneça sobre a tela causando problema de desgastes nos furos dos martelos e nos seus eixos. Por sua vez isso pode causar problemas mecânicos e de produção.

Martelos com tratamento superficial podem durar cinco vezes mais (ou além) que martelos Padrão.

Diferentes fornecedores terão qualidades de tratamentos superficiais com qualidades diferentes. Compare custo vs. vida útil.

Sobre: Carga do Motor 

Alimente o material de forma bem distribuída e por toda a largura do moinho.

Elimine os picos pelo projeto do alimentador.

Opere o moinho com carga no motor próxima de 100%. A diferença entre 80% e 100% de carga no motor se reflete em 30% ou mais de produtividade no moinho.

Sobre: Sistema de Ar

Inspecione os filtros regularmente.  Mangas sujas ou não apropriadas podem reduzir a efetividade.

O fluxo de ar deve ser balanceado da seguinte forma: 75% entrando junto com o produto, o restante do lado externo das telas, na abertura no topo das portas.

Ar à temperatura ambiente é melhor. Ar quente diminui a produtividade e pode causar outros problemas.

Sistemas projetados adequadamente e operacionais pagam-se através da economia de energia, desgaste reduzido de equipamentos, menos manutenção e limpeza e melhor movimentação de ingredientes. 

Comentários Adicionais

Treine a equipe para inspecionar os componentes apropriados de maneira segura.

Inspecione desgaste de peças regularmente.

Limpe os magnetos diariamente.

As telas e martelos de menor preço nem sempre são as de melhor valor.

Trabalhe com o motor na carga máxima.

Atenção quanto a vibrações.

Comentários Adicionais

Examine aumentos de temperatura.  Um aquecimento acima de 10ºF (6ºC) indica problemas na operação ou no projeto.

Tenha um plano de inspeção por escrito, identificando o intervalo das inspeções, o quê inspecionar, quem deve inspecionar e que ações tomar para corrigir as deficiências. 

Eficiência de Peletizagem

 

Preparação dos ingredientes:

Vapor e líquidos

Condicionamento

Ajuste de rolos e molde

Cuidados com a matriz e seleção

Peletizagem

Resfriamento

Movimentação

Preparação dos Ingredientes

Moagem uniforme.

Tamanho de partícula – Idealmente dependente do tamanho do pellet

Genericamente o tamanho deve ser menor ou igual a 700 micra (rações comuns) para a produção de pellets de alta qualidade. Regra prática: Exemplo: Entre outros requisitos, Pellets de quatro mm com PDI da ordem de 85 a 90 % requerem granulometria de zero (zero%) retido em tela de 1,7mm saindo da moagem…

Ingredientes preparados apropriadamente permitem à ração receber melhor o vapor no condicionador e produzir pellets mais estáveis.

Partículas menores recebem umidade melhor.

Vapor e Adição de Líquidos

A qualidade ideal do vapor é a mesma de quando saiu da caldeira. Livre de gotículas d’água.

Monitore o tratamento d’água da caldeira. Vapor de baixa qualidade não produz pellets de alta qualidade de forma eficiente.

Examine: separadores de vapor, reguladores e purga dores. O condicionamento ideal requer vapor saturado seco puro.

Inspecione os componentes quanto a acúmulos e funcionamento.

Líquidos aplicados precisam ser dispersos uniformemente.

Adição de líquidos à temperatura apropriada.

Condicionamento

Condicionamento adequado gera pellets de melhor qualidade e com maior produtividade.

Inspecione as palhetas e ângulos do condicionador. Palhetas podem girar ou se soltar.

Tempos de retenção mais longos melhoram a produtividade de peletizagem e a qualidade dos pellets.

Melhore seu tempo de retenção, mas não sobrecarregue sua capacidade de condicionamento.

RPM mais elevada é melhor para a dispersão de líquidos.

Ajuste de Rolos e Moldes

As inspeções de rotina dos rolos são realizadas? Ou eles são trocados quando os problemas acontecem?

Treine seus operadores freqüentemente para o ajuste correto (skip and touch).

Inspecione regularmente os moldes para furos entupidos e condições gerais da matriz.

Cuidados com a Matriz e Seleção

Examine regularmente entupimentos no molde e o estado de sua superfície.

Considere moldes com maior área aberta para mais produtividade enquanto mantém a qualidade do pellet.

Realize comparações regulares entre fornecedores de moldes (qualidade/ preço/ valor). Nem todos os fornecedores usam a mesma qualidade de metal e processos de fabricação.

Peletizagem

Com pouquíssimas exceções, a qualidade ótima do pellet produtividade da prensa são obtidos com carga no motor próxima a 100%.

Se sua operação não reflete essa verdade, revise o condicionamento, seleção do molde e outros parâmetros de operação.

Resfriamento dos Pellets

O resfriamento adequado é essencial à qualidade do pellet e reduz a quantidade de finos a retornarem para serem peletizados novamente.

Resfriamento demasiado causa fraturas nos pellets.

Faça inspeções regulares dos controles do resfria dor e da vazão de ar.

Inspecione a altura da camada ou distribuição dos pellets para resfriamento por igual.

Programe limpezas regulares das telas ou esteiras do resfriador para fluxo de ar e resfriamento adequados.

Movimentação de Pellets

Verifique os equipamentos na seqüência quanto à movimentação adequada dos pellets a fim de minimizar a geração de fino e conseqüente retorno destes ao processo de peletizagem.

Roscas como transportadoras de pellets: Nem pensar…

Peletizagem – Sumário

Todos os pontos mencionados anteriormente contribuirão para uma operação eficiente de peletizagem.

Não existe uma fórmula mágica que sirva a todas as aplicações.

Certifique-se de incluir os diversos pontos de verificação em sua rotina de inspeção e de manutenção, i.e., separadores de vapor, reguladores, purgadores, bicos de líquidos, palhetas dos condicionadores, etc.

Sucesso!

CONTATO

Rua Napoleão Fares, 850 – Vale das Graças
Campinas – SP
CEP:13085-760

Telefone: (19) 3287-55547
Celular WhatsApp: (19) 99711-4738

E-mail: contato@raizerconsultoria.com.br

Skype: fernandoraizer1

FACEBOOK

Copyright © 2017 Raizer Consultoria – Todos os direitos reservados